Petróleo acima dos US$ 100 em 2022

11/02/2022

O banco Goldman Sachs elevou suas projeções, e espera agora que os preços do petróleo atingirão US$ 100 o barril ainda neste ano, e que continuarão subindo em 2023, sinalizando que valores mais altos nos pontos de gasolina estão a caminho.

O banco explicou recentemente a sua aposta de alta citando “fundamentos robustos” no mercado de petróleo, um déficit de oferta “surpreendentemente grande” e um poder de fogo cada vez menor da Opep (Organização dos Países Exportadores de Petróleo) e seus aliados.
O Goldman Sachs também apontou a diminuição do apetite para investir em petróleo devido ao processo transição energética para fontes renováveis.

No verão, o banco espera que os estoques de petróleo nas economias avançadas caiam para o nível mais baixo desde 2000.

É por isso que o banco agora espera que o petróleo Brent, a referência mundial, atinja US$ 100 por barril no terceiro trimestre deste ano, acima da cotação anterior do banco de US$ 80. O Goldman vê o Brent atingindo US$ 105 por barril no próximo ano, acima da previsão anterior de US$ 85.

No entanto, o Goldman Sachs disse que o petróleo de xisto “provavelmente exigirá preços cada vez maiores do petróleo, dada a relutância em investir no setor durante a transição energética” e o esgotamento gradual da capacidade de xisto ao longo do tempo.

O petróleo dos Estados Unidos (WTI) chegou a US$ 89 o barril, o maior fechamento desde 13 de outubro de 2014.

Já o petróleo Brent, referência mundial, ultrapassou US$ 91 o barril. É a primeira vez que o Brent termina acima de US$ 87 desde outubro de 2014.

Os marcos mais recentes significam que o mercado de petróleo se recuperou completamente da intervenção liderada pelos EUA nos mercados de energia pouco antes do Dia de Ação de Graças e do susto causado pela variante Ômicron. Ambas as forças reduziram os preços da energia em novembro e início de dezembro.

No período de apenas sete semanas, o petróleo dos Estados Unidos subiu 30% em relação à baixa de 1º de dezembro, de US$ 65,57 o barril.

A previsão do Goldman Sachs contrasta fortemente com a da agência Administração de Informações sobre Energia dos EUA, que recentemente disse que o Brent terá uma média de preços de US$ 75 por barril este ano e US$ 68 em 2023.

Acompanhe diariamente os Indicadores em nosso site e fique por dentro do movimento mundial do setor.

Clique no arquivo para baixar
Tamanho:128.13 kb
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

10