5 Motivos que levam pessoas inteligentes ao isolamento

24/10/2023 09:25

(0) (0) (0) (0) Visualizações: 8446

Para muitos, a inteligência e a facilidade de aprendizado são características admiráveis, uma dádiva que abre portas para um entendimento profundo do mundo ao nosso redor. No entanto, por trás dessas mentes brilhantes, há um aspecto muitas vezes ignorado: a solidão. Dr. Fabiano de Abreu Agrela, PhD em Neurociências, diagnosticado com superdotação e autor de mais de 50 artigos científicos publicados sobre inteligência, destaca as complexas razões que frequentemente levam indivíduos de alto QI a buscar o isolamento. Embora a inteligência seja uma qualidade valorizada, ela pode ser uma faca de dois gumes, conduzindo à busca por estímulos intelectuais que muitas vezes só podem ser encontrados na solidão.

 

1. Falta de estímulo intelectual: Para mentes de alto QI, a busca por estímulos intelectuais é constante. Interagir com aqueles que não contribuem para esse anseio pode levar a uma oscilação de emoções negativas. Assim, muitos buscam a solidão, onde podem se dedicar a pensamentos abstratos e buscas de conhecimento por meio da internet e livros.

 

2. Pensamento abstrato: A habilidade de lidar com pensamentos abstratos e imaginação leva muitos indivíduos de alto QI a se desconectar das experiências concretas. Para eles, o mundo oferece um vasto "holodeck" de possibilidades e soluções para problemas complexos.

 

3. Interesses Únicos: Pessoas de alto QI frequentemente têm interesses peculiares e um desejo de explorar tópicos que podem parecer incomuns para os outros. A necessidade de concluir pensamentos de forma lógica e literal é uma característica comum.

 

4. Intolerância ao preconceito: Indivíduos altamente inteligentes tendem a valorizar o conhecimento e, muitas vezes, não aceitam opiniões errôneas. Eles podem se envolver em discussões com o objetivo de esclarecer, mas essa atitude pode levá-los a enfrentar preconceitos e serem vistos como ameaças em diversos contextos.


5. Irritabilidade: Pessoas com alto QI muitas vezes sentem frustração e impaciência diante de raciocínios mais lentos ou erros de lógica. A oscilação emocional está relacionada às complexidades das sinapses. Quanto maior o QI, mais intensas podem ser essas oscilações.

 

Sobre Dr. Fabiano 

 

Dr. Fabiano de Abreu Agrela Rodrigues MRSB é Pós PhD em Neurociências eleito membro da Sigma Xi, membro da Society for Neuroscience nos Estados Unidos , membro da Royal Society of Biology no Reino Unido e da APA - American Philosophical Association também nos Estados Unidos. Mestre em Psicologia, Licenciado em Biologia e História; também Tecnólogo em Antropologia e filosofia com várias formações nacionais e internacionais em Neurociências e Neuropsicologia. Membro das sociedades de alto QI Mensa, Intertel, ISPE High IQ Society e Triple Nine Society. Autor de mais de 200 artigos científicos e 15 livros.

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.