Redução de jornada de trabalho: "Brasil não está pronto", diz mentor empresarial

01/08/2022 14:36

Visualizações: 72

A redução da jornada de trabalho nas empresas para quatro dias já é uma tendência em vários lugares do mundo, inclusive no Brasil. A mudança vem ganhando forma e a instituição da carga horária de 32 horas pode ser uma realidade próxima em alguns negócios.

No entanto, apesar de entender que muitos negócios podem se dar bem com isso, o mentor empresarial Gustavo Medeiros afirmou que, no geral, o Brasil não está pronto para isso.

Segundo ele, os brasileiros não estão maduros o suficiente para conseguir absorver isso. "Isso porque muitas empresas ainda não possuem processos definidos e claros", afirmou.

O especialista em gestão mencionou que algo nesse sentido seria mais favorável se fosse na política do que ele chama de "4 dias + 1, que nunca é a cinco". Conforme ele, essa máxima se traduz em quatro dias de trabalho e um de treinamento durante a semana.

"Isso potencializa para que os colaboradores estejam maduros para os demais dias. Mas, repito, apenas reduzir para quatro dias pode não ser tão produtivo, porque ainda temos uma boa parcela de trabalhadores que não conseguem se adaptar na equação", declarou.

"É preciso haver mais consciência de resultados e ao mesmo tempo o mercado exige bem mais dinamismo do que apenas em quatro dias", concluiu.

Gustavo finalizou dizendo que tudo ainda está sendo testado, mas que ele não vê como algo que seja fácil de se instituir.

Sobre Gustavo Medeiros

Gustavo Medeiros é formado em Administração pela Faculdade Estácio de Florianópolis e Master em Programação Neurolinguística (PNL) em por gestão de marketing, estratégica e comercial. Também é  especialista em Psicodinâmica do mundo dos negócios, analista comportamental e com especialização em psicanálise em curso. Hoje atua mais fortemente nas áreas de consultoria e treinamentos.

Fonte: Redação TN com assessoria

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

7