Internacional

Petróleo fecha sem direção única, com consolidação dos ganhos da véspera

Dow Jones Newswires, 08/03/2024
08/03/2024 10:08
Visualizações: 212

Os contratos futuros do petróleo fecharam sem direção única nesta quinta-feira, 7, com o Brent estável, enquanto WTI registrou queda. Os investidores na commodity pesavam as forças de consolidação do ganho da véspera com nova rodada de comentários do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, que pressionou o dólar.

Na New York Mercantile Exchange (Nymex), o petróleo WTI para abril fechou em baixa de 0,25% (US$ 0,20), a US$ 78,93 por barril. O Brent para maio, negociado na Intercontinental Exchange (ICE), fechou estável, a US$ 82,96 o barril. Na quarta-feira, os contratos chegaram a subir mais de 1%.

Em audiência no Senado dos EUA, o dirigente disse que a autoridade monetária busca obter mais confiança de que a inflação no país caminha de forma sustentável de volta à meta de 2%, antes de decidir relaxar sua política monetária. Segundo ele, o Fed não está longe de chegar a esse nível de confiança.

O mercado mantinha ainda as atenções voltadas para a postura da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep+) e seus aliados. O bloco, provavelmente, sinalizará uma diminuição gradual e parcial dos cortes de produção em sua próxima reunião em junho, de acordo com os analistas do MUFG Research, Ehsan Khoman e Ramya RS.

“Acrescentar volumes após um período prolongado de cortes constitui um ponto de inflexão para os mercados petrolíferos, uma vez que isto deverá sinalizar uma demanda futura robusta”, afirmam em relatório, acrescentando que o ajuste gradual poderá começar a partir do terceiro trimestre do ano.

“Com os fundamentos globais do petróleo ainda apontando para um déficit no terceiro trimestre, e os preços do petróleo Brent provavelmente em torno de US$ 80 por barril, consideramos que isto oferece o espaço para a remoção parcial dos cortes (de produção) e oferece flexibilidade à Opep+ para voltar a reduzir em um estágio posterior, caso aumentem os riscos de recessão, o que pode reduzir a demanda”, afirmaram Khoman e RS.

O Banco Central Europeu (BCE), por outro lado, tem um cenário de demanda global fraca para commodity. O BC divulgou projeções atualizadas para o petróleo, e agora espera que o barril do Brent seja negociado em média a US$ 79,70 neste ano. Em dezembro, projetava US$ 80,10.

A revisão em baixa reflete a perspectiva de demanda global “fraca” pela commodity, a oferta elevada do óleo dos Estados Unidos e também o superávit na oferta global projetado para 2024 pela Agência Internacional de Energia (AIE). O BCE manteve as suas taxas de juros inalteradas, em encontro realizado nesta quinta-feira,

Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.