Internacional

Preços do petróleo despencam cerca de 6% com pressão da China

Reuters, 10/05/2021
10/05/2022 13:35
Visualizações: 72

Os lockdowns mais rígidos na China levaram a um crescimento mais lento das exportações da segunda maior economia do mundo em abril.

Os preços do petróleo caíram cerca de 6% hoje (9) junto com as ações, com os contínuos lockdowns para combater o coronavírus na China, o maior importador de petróleo, alimentando preocupações sobre as perspectivas de demanda.

O petróleo Brent caiu US$ 6,45 (R$ 33), ou 5,7%, para fechar a US$ 105,94 (R$ 543,83) o barril. O petróleo dos EUA recuou US$ 6,68 (R$ 34,29), ou 6,1%, para fechar a US$ 103,09 (R$ 529,20) o barril.

Ambos os contratos ganharam cerca de 35% até agora este ano.

Os mercados financeiros globais ficaram assustados diante das preocupações com os aumentos das taxas de juros e as preocupações com a recessão, enquanto os lockdowns mais rígidos e mais amplos de Covid-19 na China levaram a um crescimento mais lento das exportações da segunda maior economia do mundo em abril.

"Os lockdowns de Covid na China estão impactando negativamente o mercado de petróleo, que está tendo vendas em conjunto com as ações", disse Andrew Lipow, presidente da Lipow Oil Associated em Houston.

As importações de petróleo da China nos primeiros quatro meses de 2022 caíram 4,8% em relação ao ano anterior, mas as importações de abril aumentaram quase 7%.

Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.