acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Evento

1º Cônsul Day do Porto do Açu reúne representantes de sete países estrangeiros

30/05/2019 | 15h45
1º Cônsul Day do Porto do Açu reúne representantes de sete países estrangeiros
Divulgação Divulgação

Representantes de Consulados e Câmaras de Comércio de sete países foram recebidos pela Porto do Açu Operações, na primeira edição do Cônsul Day, que ocorreu no maior complexo portuário, industrial e de energia da América Latina. O objetivo da visita foi apresentar o empreendimento e seus diferenciais com foco na resiliência do Porto do Açu, que apresenta taxas de crescimento contínuas, apesar da volatilidade e incerteza do mercado brasileiro. A ideia é que os visitantes deste primeiro evento com foco no mercado externo atuem como disseminadores das vantagens competitivas do Complexo do Porto do Açu.

A diretora Comercial da Porto do Açu Operações, Tessa Major, ressaltou a importância do estreitamento da relação com parceiros estratégicos para ampliar as possibilidades de negócios entre o Complexo e as empresas estrangeiras: "O Cônsul Day reforça um dos nossos principais valores, que é colaboração. Ele fortalece a nossa relação cooperativa com Consulados e Câmaras de Comércio, que são uma referência importante para as empresas estrangeiras. Tivemos a oportunidade de mostrar que somos o maior e mais eficiente complexo portuário do Brasil, com padrões e reconhecimentos globais, enfatizando a visão que queremos transmitir para esses representantes e as empresas de seus países", afirmou.

Além de cônsules dos Estados Unidos, China, Japão, Bélgica e Argentina, estiveram no 1º Cônsul Day membros das Câmaras de Comércio Americana, Portuguesa e Alemã. A comitiva percorreu os Terminais de Minério de Ferro (Ferroport), Petróleo (Açu Petróleo) e Multicargas (T-MULT), além das obras da GNA – Gás Natural Açu, dedicada ao desenvolvimento, implantação e operação do maior parque termelétrico a gás natural da América Latina.

Após a visita, o diretor da Câmara de Comércio e Indústria Brasil-Alemanha, Mário Mendonça, assegurou que será um dos divulgadores da potencialidade do Açu: "Fiquei impressionado com o crescimento do Porto e com os negócios em desenvolvimento no Complexo. Também me admirou o entusiasmo e o alinhamento da equipe, o que permite que todos caminhem juntos na mesma direção. Hoje, já notamos a presença da Alemanha com a Oiltanking, no Terminal de Petróleo, e com a Siemens, no desenvolvimento do pólo de gás. Neste ritmo de evolução, com certeza a relação do Açu com as empresas alemãs seguirá ainda mais frutífera", pontuou.

O cônsul Comercial da China, Xu Yuansheng, chegou ao Brasil há dois meses, depois de períodos no Uruguai, Cuba e República Dominicana. Após a visita, ele afirmou que o Açu é o parceiro ideal dos empresários chineses: "Fiquei impressionado com o Complexo, que é um empreendimento de destaque na América Latina. Em termos de eficiência logística, o Açu se apresenta extremamente vantajoso para as empresas chinesas, em diversos setores. Já estamos, inclusive, discutindo algumas perspectivas com duas companhias que convidei para acompanhar o Cônsul Day devido às sinergias com o Complexo", disse.

Conheça o Açu

Com 130 km² de área, sendo 40 km² de reserva ambiental, o Complexo conta, hoje, com 13 empresas instaladas: Porto do Açu Operações, Açu Petróleo, BP Prumo, B-Port (empresa do Grupo Edison Chouest), InterMoor, NOV, TechnipFMC, Wärtsilä, Ferroport, Anglo American, Dome, GNA – Gás Natural Açu e Estação Açu. O Porto do Açu também conta com a parceria estratégica de portos internacionais, como o de Antuérpia, na Bélgica, Houston, nos EUA, e Guangzhou, na China.

O Complexo conta atualmente com mais de 6 mil trabalhadores e tem potencial para 17 km de cais, sendo 40% já operacionais, além de até 25 metros de profundidade atual, o que possibilita a movimentação de navios da classe VLCC (Very Large Crude Carrier), que estão entre os maiores do mundo e tem capacidade de armazenar até 2 milhões de barris de petróleo.

O Complexo tem grande vocação para o segmento de O&G e, atualmente, movimenta petróleo, minério de ferro, carvão, coque, bauxita e gipsita, além de carga geral e de projetos. O Açu também tem autorização para operar veículos e está desenvolvendo um projeto para criar a infraestrutura necessária para a movimentação de contêineres. Além disso, tem ampliado os tipos de cargas movimentadas e clientes, se consolidando como uma excelente opção para a importação e exportação de produtos.

Outro diferencial do Complexo é a Zona de Processamento de Exportação (ZPE) do Açu – a primeira em desenvolvimento na Região Sudeste e sob administração privada. Criada em 2017 por decreto presidencial e prevista para operar em 2021, a ZPE do Açu tem área de 2 km² e contará com infraestrutura viária terrestre para o transporte de diferentes tipos e tamanhos de cargas.

Fonte: Redação/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu