Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Paranaguá

Cães farejadores participam de operação no Porto de Paranaguá

28/09/2021 | 16h20
Cães farejadores participam de operação no Porto de Paranaguá
Divulgação Appa Divulgação Appa

Um pastor alemão e uma pastora belga malinois estiveram no Porto de Paranaguá participando de uma ação conjunta da Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Militar e Unidade Administrativa de Segurança Portuária (UASP – Guarda Portuária). Os dois animais vieram de Foz do Iguaçu e passaram por pontos estratégicos da faixa portuária numa fiscalização contra o tráfico internacional de entorpecentes nesta segunda-feira, dia 27.

“Foi uma operação conjunta e também uma equipe especializada da Polícia Federal com cães farejadores para fazer uma passagem por cargas suspeitas que poderiam ter a contaminação por entorpecentes com destino ao exterior”, explica César Kamakawa, gerente da UASP.

Publicidade

De acordo com Kamakawa, a ideia desse trabalho integrado é promover a aproximação entre as forças de segurança. “Estamos trabalhando para isso e enfatizando esse tipo de cooperação onde todos são beneficiados, mas principalmente a área privada ou a área pública para que traga bastante transparência nas ações de fiscalização de um modo geral nas cargas de exportação”, destaca.

Os dois cachorros farejaram cargas de granéis, contêineres, máquinas, veículos e granéis destinados ao exterior.

“Foram priorizados os setores que têm grande movimentação de carga granel porque em outros portos já foi verificado tabletes de cocaína localizados em porão de navio e temos que ter este cuidado e para isso estamos desenvolvendo essas ações”, finaliza o comandante da força de segurança portuária.

A operação não encontrou nenhum produto suspeito durante a abordagem, mas novas diligências estão previstas no futuro.

Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu