Logística

Porto Sudeste recebe navio tipo Wozmax e eleva eficiência logística

O carregamento deste tipo de embarcação aconteceu graças ao novo calado de 18,30m, que permitiu a chegada do maior navio já embarcado na Baía de Sepetiba

Redação TN Petróleo/Assessoria
23/02/2024 16:33
Porto Sudeste recebe navio tipo Wozmax e eleva eficiência logística Imagem: Divulgação Visualizações: 471

O Porto Sudeste recebeu pela primeira vez o Cape Apollo, navio da classe Wozmax com 327 metros de comprimento, equivalente a três campos de futebol. A embarcação, que representa uma revolução em termos de capacidade de carga e eficiência logística, chegou na segunda-feira (19) e partiu quarta-feira (21) transportando 225 mil toneladas de minério de ferro. O carregamento desta embarcação somente foi possível devido ao novo calado operacional do Porto Sudeste, que passou de 17,80m para 18,30 metros. O Wozmax é o maior navio de granel sólido a atracar nas águas internas da baía de Sepetiba e no Porto Sudeste.

“A chegada do Wozmax é a conclusão de uma etapa de desenvolvimento do Porto Sudeste que sonhávamos desde o início, quando foi concebido. O minério de ferro é uma commoditie que demanda volume e com essa classe de navios conseguimos uma competitividade muito maior. É um tremendo avanço do nosso negócio, mas também resultado de muito foco, resiliência e determinação dos profissionais do Porto em perseguir essa meta” disse Guilherme Caiado, Diretor de Operações. “Essa nova marca amplia a nossa competitividade, uma vez que otimiza a utilização do berço, reduz os custos operacionais e melhora o valor do frete”, complementa.

Resultado de um esforço pioneiro, o atual calado permite a entrada de navios de grande porte, como os do tipo Wozmax. Chegar à profundidade atual envolveu uma engenhosidade aplicada na derrocagem, utilizando um método com fio diamantado, fundamental para alcançar essa nova profundidade. Conduzido pela empresa UMI SAN – Hidrografia e Engenharia, ele não apenas elevou a capacidade do Porto Sudeste, mas também estabeleceu novos padrões ambientais e de segurança.

Essa conquista também representa um compromisso com a redução de emissões de gases de efeito estufa, contribuindo para metas ambientais e redução da pegada de carbono. Com a ampliação da profundidade do calado, o escoamento de minério e de outros produtos poderão ser realizados em embarcações com mais capacidade de carga.

Ao atracar na segunda-feira (19/02), o Wozmax também abriu as portas para uma nova era de eficiência operacional. A capacidade de transportar 225 mil toneladas de minério de ferro em uma única viagem otimiza a operação do porto, além de evitar um maior gasto de combustíveis fósseis. Para se ter uma noção, o aumento em 50 cm no calado permite a entrada de navios de maior porte que transportam 30 mil toneladas, um acréscimo que corresponde a cerca de dois trens de 136 vagões.

Sobre o Porto Sudeste - O Porto Sudeste é um porto privado, projetado para movimentar diversos tipos de granéis sólidos, em especial o minério de ferro, e líquidos. Atualmente, é um dos terminais mais eficientes do Brasil, com capacidade para movimentar até 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano e com tempo recorde de descarregamento de vagões. Estrategicamente localizado na Ilha da Madeira, em Itaguaí (RJ), o empreendimento é considerado um dos mais modernos do país e representa a menor distância entre os produtores de minério de ferro de Minas Gerais e os clientes no Brasil e no exterior. O Porto Sudeste gera empregos para a região, aumenta a arrecadação de impostos e promove o desenvolvimento para o município de Itaguaí.

Mais Lidas De Hoje
Veja Também
Newsletter TN

Fale Conosco

Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.