acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Rio de Janeiro

Portos da CDRJ registram melhor desempenho do ano com alta de 21,7% na movimentação de cargas em agosto

16/09/2020 | 16h31
Portos da CDRJ registram melhor desempenho do ano com alta de 21,7% na movimentação de cargas em agosto
Divulgação Divulgação

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) atingiu a marca de 5,16 milhões de toneladas movimentadas em seus portos no último mês de agosto. O número foi o maior registrado este ano e é também a maior movimentação mensal desde dezembro de 2018. O volume superou em 921 mil toneladas o movimentado em agosto de 2019, o que corresponde a um crescimento de 21,7%. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15) pela Gerência de Planejamento de Negócios da companhia.

Os dois principais portos da Autoridade Portuária - Porto do Rio de Janeiro e Porto de Itaguaí - contribuíram para o resultado positivo. O Porto de Itaguaí movimentou 743 mil toneladas a mais que o mesmo mês do ano anterior, o que corresponde a um aumento de 20,1% no volume de cargas. No Porto do Rio de Janeiro, a alta foi ainda maior, atingindo 31,4%, com 171 mil toneladas a mais que em agosto de 2019.

Revista TN PetróleoO bom desempenho observado no mês deveu-se, principalmente, à forte alta nas exportações de minério de ferro pelo terminal da CPBS no Porto de Itaguaí, que atingiu a marca de 1,79 milhões de toneladas, como também em função das exportações de ferro gusa pelo terminal da Triunfo Logística no Porto do Rio de Janeiro com 211 mil toneladas movimentadas em agosto de 2020.

Vale ressaltar que a CDRJ havia registrado o mais alto faturamento recorrente (excluindo receitas extraordinárias) em julho de 2020, tendo atingido a marca de R$ 53 milhões fruto, sobretudo, do resultado das exportações de minério de ferro pelos terminais da CSN e CPBS no Porto de Itaguaí, em sinergia com uma taxa de câmbio favorável aliada ao elevado preço da commodity no mercado internacional.

 

Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu