Utilizamos cookies para garantir que você tenha a melhor experiência em nosso site. Se você continuar a usar este site, assumiremos que você concorda com a nossa política de privacidade, termos de uso e cookies.

acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
Meio ambiente

Wärtsilä se compromete com a neutralidade de carbono até 2030

27/10/2021 | 12h48
Wärtsilä se compromete com a neutralidade de carbono até 2030
Divulgação Divulgação

A Wärtsilä anunciou nesta terça-feira (26) seu compromisso “Set for 30” para atingir metas climáticas ambiciosas. O objetivo é tornar-se neutra em carbono em suas próprias operações. E desenvolver um portfólio de produtos para combustíveis zero carbono.

A meta de neutralidade de carbono da Wärtsilä cobre as emissões diretas de gases de efeito estufa das próprias operações da empresa, incluindo as áreas de pesquisa e desenvolvimento e testes de motores de fábrica, bem como energia comprada.

Håkan Agnevall (foto), presidente e CEO da Wärtsilä, comenta: “Essas novas e ambiciosas metas climáticas“ definidas para 2030 demonstram nosso compromisso com o propósito de possibilitar sociedades sustentáveis. Nosso objetivo é apoiar os clientes em sua jornada de descarbonização, moldando assim um futuro sustentável para os setores marítimo e de energia. Nossos produtos, soluções e serviços atenderão a rigorosos requisitos ambientais. E a flexibilidade de combustível de nossos motores que acionam esses setores é a chave para possibilitar a transformação. Paralelamente, também precisamos fazer nossa parte como organização e minimizar nossa própria pegada ambiental".

O roteiro de descarbonização da Wärtsilä é baseado em uma análise iniciada pela empresa para identificar as principais medidas para atingir a meta de neutralidade de carbono. A caixa de ferramentas inclui medidas como economia de energia, compra de eletricidade verde, troca de combustíveis, uso de tecnologias mais eficientes e uso de compensações para emissões difíceis de reduzir. Um plano de implementação detalhado e cronograma estão sendo elaborados.

Fonte: Redação TN Petróleo/Assessoria
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu