acesso a redes sociais
  • RSS
  • twitter
tabela de conversão
  • tabela de conversão
Anunciante no Portal Naval
  • anunciar no site
ANP

O Brasil chegou a 20,273 bilhões de barris de reservas 3P (provadas + prováveis + possíveis) em 2020, divulga ANP

01/04/2021 | 08h56
O Brasil chegou a 20,273 bilhões de barris de reservas 3P (provadas + prováveis + possíveis) em 2020, divulga ANP
Agência Petrobras Agência Petrobras

A ANP publicou hoje (31/10) a vigésima edição do Boletim Anual de Recursos e Reservas (BAR), com informações consolidadas sobre as reservas brasileiras de petróleo e gás natural declaradas em 2020. Nesta edição, foram incluídos dados de reservas por unidade da federação, a proporção das reservas provadas, possíveis e prováveis por bacia, a produção acumulada por bacia e estado e a fração recuperada (produção total acumulada dividida pelo volume de recursos in place, ou seja, o volume total de petróleo nos reservatórios) por bacia.

As empresas operadoras dos campos produtores devem informar anualmente à ANP, até o dia 31 de janeiro, os volumes de petróleo e de gás natural relativos ao ano anterior. As informações contidas no Boletim Anual de Recursos e Reservas devem estar de acordo com o Plano de Desenvolvimento e com os demais planos e programas submetidos à ANP. A Resolução ANP nº 47/2014 estabelece as diretrizes para a elaboração do BAR, através do Regulamento Técnico de Estimativa de Recursos e Reservas de Petróleo e Gás Natural (RTR).

Em 2020, foram declarados 11,89 bilhões de barris de reservas 1P (provadas), 17,496 bilhões de barris de reservas 2P (provadas + prováveis) e 20,273 bilhões de barris de reservas 3P (provadas + prováveis + possíveis) de petróleo, que correspondem a reduções de 6,7%, 3,3% e 24,6%, respectivamente, na comparação com o ano de 2019. Já para o gás natural, foram declarados 337,238 bilhões de metros cúbicos de reservas 1P, 408,343 m3 de reservas 2P e 450,247 bilhões de m3 de reservas 3P, que correspondem a reduções de 7,9%, 59,6% e 72,1%, respectivamente, em relação a 2019.

As reservas provadas de petróleo do pré-sal aumentaram 3,37% em relação a 2019, totalizando 8,511 bilhões de barris.

As reservas provadas correspondem à quantidade de petróleo ou gás natural que a análise de dados de geociências e engenharia indica com razoável certeza como recuperáveis comercialmente, na data de referência do Boletim Anual de Recursos e Reservas. Quando são usados métodos probabilísticos, a probabilidade de que a quantidade recuperada seja igual ou maior que a estimativa deverá ser de pelo menos 90%. Nas prováveis, a probabilidade de que a quantidade recuperada seja igual ou maior que a soma das estimativas das reservas provada e provável deverá ser de pelo menos 50%. No caso das reservas possíveis, a probabilidade de que a quantidade recuperada seja maior ou igual à soma das estimativas das reservas provada, provável e possível deverá ser de pelo menos 10%. (Fonte: Resolução ANP nº 47, de 3/9/2014).

Institucional

Em geral, as mudanças ocorridas no volume das reservas de petróleo e gás natural brasileiras são devidas à produção realizada durante o ano, às reservas adicionais oriundas de novos projetos de desenvolvimento, declarações de comercialidade e revisão das reservas dos campos por diferentes fatores técnicos e econômicos. Na comparação entre os volumes de reservas referentes a 2019 e 2020, é importante considerar os impactos da pandemia de Covid-19 no desenvolvimento de projetos do segmento de exploração e produção de petróleo e gás natural e o desconto da produção acumulada recorde no ano de 2020, equivalente a 1,076 bilhão de barris de petróleo e a 45,9 bilhões de metros cúbicos de gás natural.

Dessa forma, o índice de reposição de reservas provadas de petróleo (IRR 2020/2019) foi de 25,6%, representando cerca de 275 milhões de barris em novas reservas.

Veja o Boletim Anual de Recursos e Reservas, clique aqui!

Fonte: Redação TN Petróleo, Agência ANP
Seu Nome:

Seu Email:

Nome do amigo:

Email do amigo:

Comentário:


Enviar
separador menu